segunda-feira, 25 de abril de 2016

Rio das Ostras/RJ - Golpe contra previdência de Rio das Ostras pode vir por decreto

Alcebíades Sabino prega a necessidade de fazer cortes

 Rio das Ostras/RJ - Golpe contra previdência de Rio das Ostras pode vir por decreto

Prefeito quer reduzir repasses contra o fundo de pensão dos servidores

A ver navios desde a posse do prefeito Alcebíades Sabino dos Santos, o servidor público municipal de Rio das Ostras está correndo risco de tomar mais uma pancada da administração municipal, que além de não conceder reajuste de salário, tem cortado gratificações. Pelo menos essa é a preocupação de muitos funcionários da Prefeitura, pois o alvo de Sabino agora é o instituto de previdência do funcionalismo, Rio das Ostras Previdência, o Ostraprev, responsável pelo pagamento da aposentadoria, salário maternidade, pensão por morte e auxílios doença e reclusão. A intenção do prefeito é fazer uma redução de três por cento na contribuição patronal, o que significaria um corte de R$ 4 milhões por ano.

Alcebíades Sabino alega que o município está sem caixa e precisa fazer a redução, um contrassenso para um gestor que entre janeiro de 2013 e dezembro do ano passado teve mais de R$ 2 bilhões para administrar, não realizou as obras prometidas na campanha eleitoral, não concedeu aumento de salário e vem deixando fornecedores e prestadores de serviços sem pagamento. O corte foi proposto através de um projeto de lei encaminhado à Câmara de Vereadores, aprovado em primeira votação, mas rechaçado na segunda apreciação, com os votos contrários dos vereadores Aluisio Viana, Alan Machado, Ademir Andrade, Alex Cabral, Carlos Afonso Fernandes, Deucimar Talon, Marcelino Borba, Robson Gomes e Vanderlan Moraes. Entretanto, embora o governo não tenha amparo legal para tanto, lideranças do funcionalismo temem que Sabino faça o corte por decreto e comprometa as finanças da previdência municipal.

“Temos um prefeito que pensa estar acima do bem e do mal. Já anulou um concurso na marra, cortou incorporações e gratificações legais e ainda sim não tem seus atos derrubados pela Justiça. Tememos sim que Sabino faça esse corte por decreto, pois dele podemos esperar de tudo”, preocupa-se uma liderança da categoria.
Fonte: http://www.elizeupires.com/ e jornaldosmunicipiosrj.com.br


Print Friendly and PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga o Blog Previdência Já no Facebook

Seguir por email