domingo, 1 de maio de 2016

Goiatuba/GO – Prefeito de Goiatuba é afastado após suspeita de transferência indevida

Goiatuba/GO – Prefeito de Goiatuba é afastado após suspeita de transferência indevida
Câmara afirma que ele transferiu R$ 4,2 mi do Goiatubaprev para prefeitura. Fernando Vasconcelos (PP) diz não cometeu crime; vice assume cargo.
Do G1 GO

ASSISTA O VÍDEO DA REPORTAGEM

Vereadores de Goiatuba, no sul goiano, votaram na quinta-feira (28) pela cassação do mandato do prefeito Fernando Carlos de Vasconcelos (PP). O político é suspeito transferir ilegalmente R$ 4,2 milhões do Instituto de Previdência dos Servidores do Município (Goiatubaprev) para os cofres da prefeitura. Com a decisão da Câmara, o político foi afastado do cargo. Ele afirmou ao G1 que o valor das transferências foi devolvido e que vai recorrer da decisão na Justiça.

(Correção: O G1 errou ao informar que o prefeito é suspeito de desviar R$ 9 milhões do Goiatubaprev. Na verdade, ele foi afastado por ser suspeito de transferir R$ 4,2 milhões do instituto de previdência da cidade para a prefeitura. A informação foi corrigida às 12h34 deste sábado[30]).

A Câmara Municipal de Goiatuba investigou a denúncia contra o prefeito por 90 dias. Segundo o presidente da Comissão de Processamento que conduziu as investigações, Arnaldo Salatiel (PPS), foi comprovada a transferência do valor da conta do insituto de previdência da cidade aos cofres da prefeitura, o que, segundo ele, configura um crime. "Trata-se de uma infração político administrativa", afirmou.

Treze vereadores seguiram o posicionamento da comissão e votaram pela cassação do prefeito. “Decide esta Casa de Lei, por unanimidade, a procedência da denúncia considerando o denunciado o senhor Fernando Carlos de Vasconcelos, determino o decreto legislativo de cassação do mandato do senhor prefeito”, declarou o presidente da Câmara, o vereador Wellington Carvalho (PSB) ao término da votação.

O prefeito afastado informou ao G1 que de fato transferências que somam R$ 4,2 milhões foram feitas, porém devolvidas com correção às contas do Goiatubaprev. Ele disse ainda que não pode ser julgado por algo já foi reparado.

"Eu não cometi nenhum crime, fiz o que a maioria dos gestores fazem para gerir as finanças do município. Eu tenho um histórico que honra a minha história em Goiatuba, quando vereador à frente da Câmara fui o primeiro a devolver dinheiro da casa para o município, repudio toalmente esta ação dos vereadore e vou recorrer", afirmou o prefeito.
Greve
Sindicatos de servidores municipais estimam que pelo menos 600 funcionários estão em greve por causa do pagamento atrasado.  Na semana passada, eles receberam o referente ao mês de fevereiro. Não há previsão para que o salário de março seja pago.

Aposentados também estão sem receber. O servidor aposentado Sebastião Pereira de Souza conta que há 4 meses o dinheiro dele não é depositado. “Quando eu trabalhava, estava na ativa, eu cumpria meus compromissos. Depois de 40 anos, eu me aposentei e hoje eu não estou dando conta de honrar meus compromissos”, reclama Souza.

Assine aqui gratuitamente o BLOG PREVIDÊNCIA JÁ e receba às atualizações por Email



Print Friendly and PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga o Blog Previdência Já no Facebook

Seguir por email