terça-feira, 3 de maio de 2016

Varginha/MG - O Instituo de Previdência dos Servidores Municipais(IMPREV) quer comprar imóvel de quase 3 milhões de reais

Varginha/MG - O Instituo de Previdência dos Servidores Municipais(IMPREV) quer comprar imóvel de quase 3 milhões de reais

Fonte: http://www.diariodopontalonline.com.br/

Na reunião da câmara de Varginha do dia 25/04/2016, o Projeto de Lei 17/2016, de autoria do poder executivo, foi apreciado e causou muita polêmica entre os vereadores.

 O Instituto que segundo falado na própria reunião tem condições financeiras de adquirir o imóvel Situado na avenida são José, numero 310 centro, no valor de  2,75 milhões. Segundo O vereador Jorge Direne que emitiu parecer contrário a aquisição, e em sua fala disse que o instituo alega economizar R$ 45 mil reais ano, mas segundo o vereador  o valor do imóvel, se for aplica em aplicação simples com 0,5% teria um rendimento de 13 mil reais mês, sendo o atual aluguel de R$ 3 mil reais, haveria uma grande economia se o instituo continuar a pagar aluguel, logo a justificativa para a compara não subsiste após o parecer do edil vereador Jorge Direne.

O IMPREV hoje tem mais de R$ 200 milhões de reais em caixa, segundo o último balancete publicado no site da instituição R$ 236.549.794,64 (duzentos e trinta e seis milhões, quinhentos e quarenta e nove mil, setecentos e noventa e quatro reais e sessenta e quatro centavos)  e sendo uma autarquia criada pela 4965/2008, tem autonomia para adquirir o imóvel sem consultar a prefeitura ou os vereadores, sendo responsáveis pela administração dos recursos do IMPREV, o presidente Edson Crepaldi (cargo remunerado) indicado pelo prefeito e o conselho de administração (cargos sem remuneração) este últimos eleitos pelos funcionários públicos municipais.

A vereadora Racib da Acrenoc (PTB), falou logo após o vereador Jorge Direne (PT), e defendeu com fervor  a aprovação do projeto inclusive pediu a ocorresse a quebra de interstício legal para votar em única reunião o projeto.

O vereador Adilson Rosa (PSC) emitiu opinião contraria a aprovação do projeto e pediu vistas do projeto por 15 dias e o pedido foi aprovado pela maioria dos vereadores.

Carlos Costa (PMDB) também falou a favor da compra e pediu para ser votado no mesmo dia.

Jorge Direne(PT) por fim resumiu, o melhor seria a prefeitura doar um terreno, para construir uma sede com amplo estacionamento, estacionamento este que hoje é difícil no centro da cidade, e a construção de um imóvel novo ficaria muito mais barata.

 O vereador Pastor Fausto (PR) falou que iria abster de votar se a votação fosse naquele dia, pois recebeu muita pressão, telefonemas, emails, ameaças para votar favorável ao projeto. Pastor Fausto, também citou que melhor seria um prédio novo, com estacionamento e como a prefeitura deve ao IMPREV pode vender um terreno para abater na dívida.



Print Friendly and PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga o Blog Previdência Já no Facebook

Seguir por email