sexta-feira, 3 de junho de 2016

Catende/PE - Prefeito é suspeito de causar prejuízo de R$ 8,2 mi à previdência de Catende

Catende/PE - Prefeito é suspeito de causar prejuízo de R$ 8,2 mi à previdência de Catende

O Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) julgou irregulares as contas de 2009 a 2012 da Prefeitura de Catende, na Mata Sul de Pernambuco. O período compreende o primeiro mandato de Otacílio Cordeiro (PSB), preso na "Operação Tsunami" suspeito de liderar uma organização criminosa . O tribunal informou nesta sexta-feira (3) que já havia comunicado ao Ministério Público, em 2015, um possível crime fiscal com prejuízo aos cofres da previdência municipal em cerca de R$ 8,2 milhões.

As contas do segundo mandato estão em análise pelos órgãos técnicos do TCE-PE, mas já houve rejeição da gestão fiscal do primeiro ano do segundo mandato, em 2013, estando em instrução as contas dos demais exercícios, segundo a assessoria de imprensa do tribunal.

Tanto o TCE-PE quanto o Ministério Público de Contas (MPCO) comunicaram aos órgãos do Ministério Público vários indícios de crimes, inclusive de natureza fiscal. Em fevereiro de 2016 houve nova comunicação de violação da Lei de Crimes Fiscais, com indícios de improbidade administrativa, de acordo com o TCE.

Prefeito de Catende foi preso durante a 'Operação
Tsunami' (Foto: Reprodução/TV Globo)
Prisões
O prefeito de Catende, o filho dele e a nora dele foram presos na quinta-feira (2) suspeitos de integrar um grupo que praticava emprego irregular de verbas públicas, falsificação de documentos e lavagem de dinheiro na prefeitura do município da Mata Sul de Pernambuco.

"Eles também praticavam os crimes de corrupção. São vários crimes pelos quais eles estão sendo investigados. Certamente uma das lideranças desta associação é o prefeito [de Catende]", disse o delegado Salustiano Albuquerque.

Durante a "Operação Tsunami", a Polícia Civil apreendeu documentos, computadores e R$ 758.437 na casa do prefeito e no prédio da prefeitura. Na ação, os mandados de prisão preventiva, busca domiciliar e condução coercitiva foram realizados em outros cinco municípios: Recife, Altinho, Cupira, Palmares e Quipapá. 

O advogado do caso, Bartolomeu Mendonça, informou à TV Globo que está analisando as denúncias para definir a linha de defesa de cada um dos suspeitos. Os detalhes da investigação e o resultado detalhado da operação serão apresentados na sexta-feira (3), no auditório da Sede Operacional da Polícia Civil de Pernambuco, no Recife.

Cumprimento de mandatos
A "Tsunami" cumpriu 11 mandados de prisão preventiva, 21 de busca domiciliar e oito de condução coercitiva contra integrantes de uma associação criminosa em Catende na quinta-feira (2).

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, todas as medidas cautelares foram expedidas pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A ação ainda será realizada em municípios do Agreste e da Região Metropolitana.

Prefeito passou mal
O prefeito de Catende foi preso preventivamente na "Operação Tsunami" da Polícia Civil, nesta quinta-feira (2). De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil, o prefeito Otacílio Carvalho (PSB) foi encaminhado ao Departamento de Crimes contra o Patrimônio da Polícia Civil (Depatri), no Recife, para prestar depoimento.

Ele passou mal ao ser abordado e foi levado de ambulância, sob custódia, ao Real Hospital Português, conforme a assessoria de imprensa da unidade de saúde. De acordo com a assessoria, ele continua internado no hospital, mas não foi divulgado o estado de saúde do paciente.

Fonte: http://www.jornalfloripa.com.br/noticia.php?id=12358069

Assine aqui gratuitamente o BLOG PREVIDÊNCIA JÁ e receba às atualizações por Email


Print Friendly and PDF

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga o Blog Previdência Já no Facebook

Seguir por email